terça-feira, maio 04, 2010

Posso viajar sem rumo...

Postado por Renata F.C às terça-feira, maio 04, 2010
"...Eu grito com liberdade
Você deixa a porta se fechar.
Eu quero saber a verdade e você se preocupa em não se machucar.
Eu corro todos os riscos
Você diz que não tem mais vontade.
Eu me ofereço inteiro e você se satisfaz com metade
É a meta de uma seta no alvo mas o alvo na seta não te espera.
Então me diz qual é a graça de já saber o fim da estrada.
Quando se parte rumo ao nada.


Sempre a meta de uma seta no alvo mas o alvo na seta não te espera.
Então me diz qual é a graça de já saber o fim da estrada
Quando se parte rumo ao nada. "


A seta e o alvo
[Zeca Baleiro]


2 comentários:

Caio Costa disse...

De Paulinho Moska naum?

Borboletando... on 8 de maio de 2010 18:35 disse...

É? O terra me disse que era dele..., hihihihihi

Postar um comentário

 

Cantando o Porvir. Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | web hosting